Diário do Pará Online

Traficantes são presos em São João de Pirabas

OS DOIS FORAM SURPREENDIDOS PELA POLÍCIA COM MAIS DE 200 “PETECAS”

A Polícia Civil de São João de Pirabas, município do nordeste do Pará, a 205 quilômetros de Belém, divulgou ontem as prisões de dois homens por tráfico de drogas na região. Carlos Antônio Santana Pereira, 39 anos, e Cleiton Jean Santos de Brito, 25, conhecido por “Boto”, foram flagrados no momento em que vendiam drogas ilegais. Com os dois, mais de 200 petecas de pasta de cocaína foram apreendidas.

A primeira prisão - a de Carlos Antônio - foi efetuada por policiais sob coordenação do delegado Jacob Cunha, da Delegacia de Polícia de São João de Pirabas. Os investigadores Elson e Daniel detiveram o acusado depois de denúncia feita por um usuário de drogas. Aos policiais, o denunciante informou que foi Carlos Antônio quem lhe forneceu a cocaína. Assim, os policiais foram até a casa do acusado. Ao avistar os agentes, Carlos Antônio jogou a droga dentro do quarto da residência. No compartimento, os policiais localizaram ainda sacos plásticos usados na confecção de entorpecentes.

O outro - Cleiton Jean - foi preso durante ação integrada das polícias Civil e Militar. A prisão foi realizada depois que o investigador de polícia Abreu recebeu denúncia anônima de que o acusado teria drogas ilegais guardadas em casa. Com isso, o policial civil pediu apoio dos policiais militares Damasceno e Romildo para irem até a residência do suspeito.

Ali, os agentes surpreenderam Cleiton Jean que, nervoso, tentou esconder a venda de entorpecentes no local. Contudo, durante averiguação na casa, os policiais encontraram dentro da geladeira um balde com 196 petecas de pasta de cocaína e também cerca de 43 reais em dinheiro.

Diante do flagrante, o acusado confessou que teria comprado a droga por R$ 800,00 e a venderia por R$ 1.200,00. Ele foi levado até o delegado Jacob Cunha que fez o procedimento de prisão em flagrante por tráfico de drogas. As prisões foram comunicadas ao superintendente regional da Polícia Civil na região Bragantina, delegado Rilmar Firmino, que parabenizou os policiais pelo trabalho. Os presos estão recolhidos na unidade policial de São João de Pirabas para responderem pelos crimes na Justiça. (Diário do Pará)