Quarta-feira, 18/11/2009, 20:48h

Rui Marinho: esperança olímpica nas piscinas

Elck Oliveira 

Da Terra Firme para o mundo. Assim pode ser descrita a trajetória do atleta paraense Rui Carlos Pinheiro Marinho, ou simplesmente Rui Marinho. Aos 22 anos, hoje, ele é uma das promessas brasileiras em uma modalidade com pouca tradição entre jovens oriundos de famílias pobres, como é o caso de Rui: os saltos ornamentais. Na vida dele, no entanto, as modestas condições financeiras foram determinantes para que seu talento aflorasse e fosse descoberto.

Rui conta que na infância e adolescência, a sua maior diversão era dar saltos na serragem que compunha o cenário da maioria das ruas esburacadas e sem esgotamento sanitário da Terra Firme, bairro onde nasceu e se criou. Para quem não sabe, a serragem é uma espécie de resíduo de madeira ou de rocha, o qual, não sendo aproveitado nas indústrias e fábricas do setor, acaba, muitas vezes, sendo depositado nas ruas, sobretudo dos bairros mais carentes.

O que poderia ser apenas mais um problema ambiental para os moradores da Terra Firme acabou se tornando, para Rui e outros meninos do local, uma grande brincadeira. Era na serragem que eles passavam a maioria do tempo ocioso, dando saltos e até organizando campeonatos, para ver quem conseguia alcançar as melhores piruetas.

 O resultado era tão bom que acabou chamando a atenção de um técnico local, Roberto Ruffeil, o qual levou alguns meninos da Terra Firme para fazer testes na Escola Superior de Educação Física. Rui não estava entre eles. Achava que jamais iria conseguir. Até que, por conta da insistência de um amigo, decidiu ir até a escola fazer o “tal teste”. “Da primeira vez, fui lá mesmo para tomar banho de piscina de graça. Não levava a sério. Tanto que, mesmo depois de ter sido aprovado, faltava treino para brincar na serragem. Só após ter ido para a minha primeira competição foi que comecei realmente a me dedicar”, lembra. 

O menino, que foi adotado ainda na infância – a mãe biológica não tinha condições de criá-lo e preferiu doar a criança -, contava 15 para 16 anos quando começou no esporte. Logo, impressionou a todos, principalmente pela potência muscular. Foi por causa disso que o técnico brasiliense Ricardo Moreira, ao vê-lo em um campeonato no Rio de Janeiro, convidou-o imediatamente para treinar em Brasília. Lá, ele passou a conviver com atletas de ponta, como César Castro e Hugo Parisi. Junto a eles, já conquistou importantes resultados para o Brasil, como o 13⁰ lugar na plataforma de 10 metros sincronizada, no Mundial de Esportes Aquáticos, realizado em Roma, no último mês de julho. “Sem dúvida, foi uma experiência muito importante. Lá, eu estava competindo com os melhores do mundo. Até pouco tempo atrás, eu nem imaginava sair de Belém, da Terra Firme, conhecer outros países. Só neste ano, eu já viajei para quatro países diferentes, coisa que eu nunca pensei que pudesse acontecer”, explica.

Para chegar a esses resultados, no entanto, o caminho tem sido duro. Rui treina nada menos do que sete horas e meia por dia e só sai do local de treinamento para ir à faculdade. Ele é aluno do curso de Educação Física, em Brasília. “Acredito que posso chegar ao meu auge neste ano. Vamos trabalhar muito para poder conseguir até as Olimpíadas de 2012. Conquistar uma medalha lá é o meu grande objetivo”, diz o rapaz. Antes disso, ele ainda vai participar do Grand Prix, nos Estados Unidos, e da Copa do Mundo, na China.

Antes de retomar a rotina puxada de treinamentos, porém, Rui aproveitou para matar as saudades de Belém e da família. Ele garante que pretende voltar a morar na capital paraense depois de formado. “Quando estou aqui, aproveito muito. Como peixe frito, tomo açaí e bato muito papo com os amigos. Lá em Brasília não dá para fazer essas coisas”, revela, acrescentando que, apesar de toda a dedicação, o esforço tem valido a pena: “A única coisa que eu poderia dizer para os jovens como eu é que acreditem nos seus sonhos e não tenham medo de arriscar, de mudar a rotina. Pode até ser difícil, mas todo mundo pode chegar lá”.

 

 

Acesse aqui o blog do Orgulho do Pará. Notícias, informações e bastidores da campanha.

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player


Diário, Orgulho de ser do Pará - Trailer 1
Diário, Orgulho de ser do Pará - Trailer 1 ...