Notícias Esporte Você Comunidade

COPA VERDE

Papão tem hoje a chance de uma conquista nacional

Você
Publicidade

Segunda-feira, 25/06/2012, 10h49

Documentário traz dramaturgia dos Pássaros Juninos

Tamanho da fonte:

Uma miscelânea de melodrama, comédia de costumes, romance folhetinesco, teatro de novela, ópera e espetáculo de dança, encenada por tipos inventados pelo povo. Tendo essa história em mente desde que iniciou seus estudos dramáticos, o ‘muso’ do cinema paraense – título dado pelos trabalhos de sucesso como ator, diretor, roteirista – Adriano Barroso, retorna ao documentário para contar como se constrói um espetáculo de Pássaro Junino. Não os cordões de pássaros, outra manifestação belíssima e autentica, mas aquelas encenações teatrais, onde os atores cantam e se movimentam livremente no palco.

“Acho que quando escrevi o projeto “A Peleja da Princesa Mariana e sua Garça Dourada Contra a Terrível Rainha Valéria de Marambaia e a Feiticeira do Mato”, que recebeu a bolsa de pesquisa do IAP, foi quando me aprofundei mais nesse universo. Quando virou espetáculo, eu já pensava em fazer um documentário que mostrasse a preparação para se fazer a opereta e quem são as pessoas por trás disso, quais são seus objetivos, histórias, anseios, dores e alegrias”, conta Barroso.

A diversão impera no canto do pássaro junino, ao lado da seriedade com que os artesãos e integrantes se esmeram para produzir, ao longo de um ano, o espetáculo junino – que pode ocorrer em qualquer época do ano. E os pássaros Uirapuru, Tucano, Tangará e Tem-Tem são as matizes com as quais Barroso e sua equipe, estão colorindo a narrativa.

Gravando desde o começo de junho a preparação deles, a equipe teve o desafio de acompanhar cada momento da apresentação dos grupos, que foram realizadas no último final de semana no Centur. Contemplado pelo edital Etnodoc III, do Ministério da Cultura em parceria com o Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular, “Ópera Cabocla” agora entra na fase de edição e finalização.

Além da verba para realizar o documentário de média-metragem, Adriano adquiriu sustentação para contar a história da manifestação folclórica sob o viés da questão do patrimônio imaterial. “O pássaro junino já é um patrimônio cultural de natureza imaterial do Estado, e eu acho que já é a hora do país conhecer uma das mais tradicionais e criativas manifestações da nossa cultura popular”, frisou o documentarista, que já havia sido premiado pelo DOCTV com “Chupa-Chupa”, que escreveu e dirigiu.

É aguardar para, muito em breve, poder conhecer o espetáculo operístico do povo, que, com suas fortes cores dramáticas, interpretações carregadas, personagens característicos do folclore mundial, têm seus enredos fantásticos embalados por valsas, mambos e até pelo can-can.

ORIGEM


Reza a lenda que, durante a Belle Epóque, quando aportavam em Belém as grandes companhias européias de ópera, a população ficava curiosa ao ver o burburinho em frente ao Theatro da Paz e ouvir os cantos que ecoavam de lá. Assim, teria surgido a dramaturgia do teatro de pássaros juninos, uma espécie de ópera cabocla.  (Diário do Pará)

Siga-me

Lojas do Tem! (Classificados)


IT Center
Shopping Pátio Belém - 2o piso
Shopping Castanheira - 1o piso
Gaspar Viana, nº 778
Yamada Plaza (Av. Gov. José Malcher)
Yamada Plaza (Castanhal)
Formosa Duque (Subsolo)
Formosa Cidade Nova (Subsolo)
RBA - Av. Almirante Barroso, 2190


Call Center Tem! (Classificados)
(91) 4006-8000

Fale Conosco

(91) 3084-0100

Central do Assinante

(91) 4006-8000

Endereço

Av. Almirante Barroso, 2190
CEP 66095.000 - Belém-PA

Redação


(91) 3084-0119
(91) 3084-0120
(91) 3084-0126
(91) 3084-0100

Ramais: 0209, 0210 e 0211

Twitter